quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Sente os versos que escreves - 11 de Dezembro de 2008

Sente os versos que escreves.
Sofre-os, se for o caso.
Chora-os, quando tiver que ser.
Mas escreve-os.
Nunca os recuses, aceita-os
Sempre como certos e teus.

Faz-te esse favor
Nunca repudies nada que de ti saia
Pois o que de ti sair
Será sempre teu.

2 comentários:

minimeu disse...

Em versos, em prosa..quando escrevesmos o mais intimo, o melhor e mais puro de nós mesmo que depois nos magoe, mesmo que sofremos ou choremos não devemos sentir vergonha e arrependimento, apenas orgulharmo-nos de nós por termos construido uma coisa não nossa, tão própria..e é isso que fica.

Beijinho.
minimeu*~

Darkness disse...

simples mas sentido. Está perfeito! Tem sentimento!
Fantástico!