quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Desabafo - 18 de Dezembro de 2008

Vou por onde me levam,
Fico onde me deixam.
Estou exausto, mas de tal
Maneira exausto que nem
Para pensar tenho forças.

Inteiro-me das discussões,
Das conversas e até das vidas,
Contudo não tenho resposta
A dar ao que ouço.
Não processo a informação,
Apenas processo e assimilo
A melancolia como certa
E definida até ao meu fim.

Queria estar diferente e
Ter jeitos de outrem.
Sou assim, estou assim.
É apenas uma fase que dura,
Que não passa, apoderando-se
De mim a cada instante.


Queria desabafar o que não consigo!

1 comentário:

Pombo disse...

Fantástico!!! O habitual! :)