segunda-feira, 2 de março de 2009

Quem me Julga? - 15 de Janeiro de 2009

Preciso de falar!
Não me calem!
Quero toda a atenção
E, ao mesmo tempo ficar só.

Quero ausência,
Quero que me façam sofrer.

Sinto-me realmente só.
Sinto falta do amor que me deviam dar.

Ah! quem me dera
Ter amor, receber o que
Não recebi.
Queria tudo e nada
Ao mesmo tempo…

Quem me julga pelo que sou?
Pelo que fui?
E, pelo que não sou ou não fui?

Quem me julga?

2 comentários:

Adinatha Kafuka disse...

Ninguém é ninguém para julgar ninguém :)

Sê bem vindo de novo, menino. Tive saudades.
*

Leonor disse...

Devo dizer que adorei este poema. Talvez por ter sido um dos poemas que melhor percebi até agora. E se te sentes realmente assim, já sabes que há sempre alguém por aí nesse mundo, que te dará aquilo que tu precisas. E enquanto esse alguém não aparece, liga-me que aqui a sóce trata do assunto :)